Seguidores

sábado, 1 de agosto de 2009

Dia dos Avós, 26 de julho




A vó do meu jardim (*)

Naquela mesa enorme
de formato retangular,
os domingos eram assim.
Tudo sempre conforme
os ensinamentos da avó,
como mandava o folhetim.
Cada neto dava um informe
detalhado da sua semana
e exibia as notas do boletim.
Com a calma dos experientes
e os escassos cabelos brancos
falava das notícias do pasquim.
Depois, dominando o ambiente,
balançando fortes os tamancos
roubava um pedaço do pudim.
À tarde, a família no carteado
espremida na imensa mesa
sentia-lhe o aroma de jasmim.
No final, neto agitado e mimado
demonstrava a sua braveza
pelo programa ter seu fim.
Só sei que num melancólico feriado
entre sons de soluços e rezas
virou flor no meu jardim
.

(*) Márcia Fernanda Peçanha Martins

Nenhum comentário: