Seguidores

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Dia da Criança Defeituosa, 9 de dezembro

Diferentes e iguais

Crianças são diferentes.
Cada uma tem seu jeito
e se mostra inteiramente.
Nem tudo nasce perfeito,
como se pensa a perfeição

no universo sem emoção.
Mas todos têm o direito
a igualdade no tratamento.
Sem nenhuma discriminação.

Se sorrir é qualidade,
não sorrir é deficiência?
Se falar é algo que se aprende,
como explica a ciência
quem não tem esta habilidade?

Se caminhar é mais que um atalho,
como aceitar a indigência
de quem trafega na contramão?
Se alguns têm braços, pernas e pés,
como podemos entender
pequenos que caminham marcha à ré?

Crianças são diferentes.
Cada uma tem seu jeito
e se mostra inteiramente.
Se uma qualidade ou defeito,
não concede o direito
de marcar com ferro quente.
Uma criança com ritmo menor,
andar demorado, fala arrastada
precisa enfrentar o terror
de um sistema acusador?

Crianças são diferentes.
Cada um tem seu jeito
e merece todo o respeito.

márcia fernanda peçanha martins

2 comentários:

Francisco Castro disse...

Olá, as crianças devem ser compreendidas, amadas, educadas e toleradas com limites. Se uma criança tem algum defeito é nossa obrigação tentar consertá-lo.

Um abraço

marcinha disse...

Olá Francisco
Você tem toda razão e foi o que eu tentei dizer com a prosa/poética. Espero que tenha conseguido. Mas, aproveito para reforçar que
a)sou totalmente contra dias marcados;
b)até procurar as datas comemorativas de dezembro para colocar no calendário da Tecendo, desconheci a ocorrência deste dia e não concordo com o termo Criança Defeituosa;
c) mas, entendi, defeituosa como uma criança portadora de necessidades especiais, com problemas de visão, locomoção ou dificuldades motoras e intelectuais;
d) concordo com você que as crianças devem ser compreendidas.....e toleradas com limites. mas não estou me referindo a você, só que não vejo como se conserta um defeito destes tipos que citei no item c sem terminar, primeiro, com toda forma de preconceito...
abs